Ares

Ares, Deus da guerra, foi concebido por Hera sem a semente masculina, alegra-se com a luta e junto com seus dois filhos, Deimos (o espanto), e Phobos (o terror), estam sempre em batalhas, Ares é o oposto de Atena, a divindade guerreira representada pela estratégia e coragem refletida, enquanto Ares ama o calor da batalha e exulta em derrotar o inimigo, Ares sempre foi repelido pelos Deuses pois está sempre associado aos conflitos e guerras sangrentas, usando sua força bruta e sem refinamento, Afrodite é casada com Hefesto, irmão de Ares, um Deus ferreiro, doente e deformado, Porém, impressionada pelo vigor do jovem guerreiro, correspondia aos encantos de Ares, Hefesto acabou por descobrir o adultério e planejou uma terrível vingança.

Em segredo forjou uma rede muito fina, quase invisível, porém muito forte que não podia ser destruída, e pendurou-a sobre o seu leito, quando Ares e Afrodite adormeceram, Hefesto soltou a rede sobre ambos e chamou todos os Deuses para testemunhar o adultério, a paixão de Ares jamais foi suplantada pela vergonha, tempos depois nasceu Harmonia, estabelecendo uma ligação equilibrada entre o amor e a paixão.

Ares é a imagem dos instintos guiados pela vontade do consciente, nascido sem o pai, representa a competição do ser humano, sem o arquétipo do pai, para lhe oferecer um código de ética ou uma visão adequada da situação, porém, sua vontade e coragem são imensuráveis necessária à personalidade humana, pois apenas a visão espiritual não garante a sobrevivência num mundo competitivo.

De todos os Deuses gregos, Ares era o mais detestável, muitas vezes menosprezado por uma civilização que quanto mais avançava filosoficamente, mais se distanciava dos conflitos bélicos, comuns aos povos da antiguidade. Ares é o senhor absoluto da guerra, Ares ttem a crueldade como inspiração, herdou da mãe a impetuosidade, a cólera e a teimosia, para Ares a guerra representava a carnificina, o sofrimento, o derramamento do sangue, não importando os lados, longe da inteligência tática. Companheiro eterno do medo, personificava a morte sem glória, à devastação sem o propósito da estratégia, não havendo merecimento na vitória, mas a força bruta como palavra final. O que diferencia Ares de Atena é que sua rival Atena, tem estratégia, e sabedoria na guerra, enquanto que Ares é apenas a destruição sem lógica.

Ares

Anúncios

Deixe um comentátio!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s